• Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Português (Brasil)English (United Kingdom)
Principal News
News

Ex-aluno do ENE ganha Prêmio Brasil de Engenharia

O ex-aluno do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade de Brasília, Bruno Vilhena Adorno, obteve menção honrosa do Prêmio Brasil de Engenharia na área temática TECNOLOGIAS DIGITAIS E DE COMUNICAÇÃO, categoria PÓS-GRADUAÇÃO. Seu trabalho de mestrado, "PLANEJAMENTO PROBABILÍSTICO DE ROTAS NO ESPAÇO DE CONFIGURAÇÃO E SUA APLICAÇÃO EM ROBÓTICA MÓVEL" foi contemplado com esse prêmio e o prêmio Brasília 50 anos.

O Bruno Vilhena Adorno defendeu seu mestrado em 2008, sob a orientação do prof. Geovany A. Borges, e em seguida iniciou o doutorado no Laboratoire d'Informatique, de Robotique et de Micro-électronique (LIRMM) de Montpellier. Sua defesa de doutorado está prevista para 2011.

Leia a reportagem sobre a entrega do prêmio aqui.

Mais detalhes aqui.

 

 

Prof. Queiroz é nomeado como "Distinguished Lecturer"

O Prof. Ricardo L. de Queiroz foi nomeado pela IEEE Signal Processing Society como "Distinguished Lecturer" (palestrante ilustre) para o ano de 2011. Durante o ano, o Prof. Queiroz dará palestras em várias universidades pelo mundo, tendo suas despesas de viagem pagas pela IEEE Signal Processing Society.

O Prof. Queiroz atua no PGEA orientando estudantes de mestrado e doutorado, nos seguintes temas de pesquisa: codificação de vídeo e imagens; TV digital; e processamento de sinais e imagens.

 

Ajuda para interpretar o coração

Professor do PGEA desenvolve programa de computador que analisa a influência do sistema nervoso sobre o ritmo dos batimentos cardíacos. Aplicada a exames clínicos, a inovação promete tornar os diagnósticos mais rápidos, simples e precisos.

Mais...

 

Pesquisador do PGEA cria um novo tipo de cateter

Correio Braziliense, 02 de agosto 2009 — Poucas pessoas percebem, mas as inovações tecnológicas que contribuem para preservar a vida de milhares de pessoas muitas vezes são desenvolvidas por profissionais que, aparentemente, nada têm a ver com a medicina. Um novo cateter criado por um pesquisador da Universidade de Brasília (UnB), por exemplo, promete tornar mais seguro o procedimento cirúrgico que corrige ou minimiza alguns tipos de arritmia cardíaca. A doença é responsável por um terço dos acidentes vasculares isquêmicos no mundo.

Mais...

 

 
  • «
  •  Start 
  •  Prev 
  •  1 
  •  2 
  •  Next 
  •  End 
  • »